Monthly Archives: abril 2008

O momento da traição

A traição começa no altar, quando iludimos nosso corpo e nossos desejos, entregando­-os para o outro tomar conta e comandar. AGENITA AMENO. A questão existencial do triângulo. p. 90–94. In: O papel da amante. p. 87–98. In: A função social dos amantes. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. Anúncios

Expectativas

Eu preciso ser feliz e minha felicidade, por exemplo é experimentar o máximo de prazer sexual. Minha expectativa é que você continue fazendo as coisas que me fazem feliz na cama. O homem, por exemplo, já diz: “Eu espero ser rico, e você, com sua generosidade e dinheiro, faz de mim um homem rico”. Eis […]

As ficções

quanto menos os homens conhecem a natureza, mais facilmente podem multiplicar suas ficções, tais como árvores que falam, homens que instantaneamente se transformam em pedras ou em fontes, espectros que aparecem nos espelhos, o nada que vem a ser alguma coisa, mesmo deuses transformados em animais ou em homens e infinitas coisas desse gênero. [§ […]

Conversa sobre o MetAprendizado

Ei gente! Já existiu um projeto de criar uma escola com parâmetros um pouco mais legais do que a gente costuma ver por aí: o MetAprendizado. Ele tinha um pequeno wiki ( http://r19.sarava.org/Main/MetAprendizado ), com algumas informações. Estamos marcando uma conversa sobre o projeto, para vermos o que ele foi e como ele poderia ser […]

A música

A música parece dizer, refratadas numa língua nova, as impossibilidades da nossa. No princípio ela nos faz desaprender o real que desarticula sob o efeito de novos cortes: ela possui a enunciação (e notadamente a voz) de se lugar ordinário; numa palavra, ela faz descer a palavra ao intraduzível: em nós então se abala todo […]

Transcendental

Denomino transcendental todo conhecimento que em geral se ocupa não tanto com objetos, mas com o nosso modo de conhecer objetos na medida em que este deve ser possível a priori. [p. 33] IMMANUEL KANT. Idéia e divisão de uma ciência especial sob o nome de uma Crítica da razão pura. Seção 7. In: Introdução. […]

A identidade de um animal é mais ou menos igual à de uma máquina

The case is not so much different in brutes but that any one may hence see what makes an animal and continues it the same. Something we have like this in machines, and may serve to illustrate it. For example, what is a watch ? It is plain it is nothing but a fit organization […]

Do IGC

Texto divulgado dia 8/4/2008.

A dificuldade de se libertar

um escravo que gozava de uma liberdade imaginária, quando começa a suspeitar de que sua liberdade é apenas um sonho, teme ser despertado e conspira com essas ilusões agradáveis para ser mais longamente enganado, [§ 13] RENÉ DESCARTES. Primeira Meditação: Das Coisas que se Podem Colocar em Dúvida. In: Meditações: concernentes à primeira filosofia nas […]

Te&So em BH

http://teso.vilabol.uol.com.br/3bhteso.html