Fazer amor

Fazer amor é bom em si e quanto mais isso acontecer de qualquer modo possível ou concebível entre tantas pessoas quanto possível e o maior número de vezes possível, tanto melhor.

DAVID COOPER. A Decadência da Família. In: ROBERTO FREIRE. Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu. São Paulo: Ed. Símbolo, 1977.

Comente

%d blogueiros gostam disto: