Homens de negócios da pesquisa

[…] Por sua vez, os líderes de grupos de pesquisa, para além de sua expertise técnico-científica, passam a atuar cada vez mais como homens de negócios ao gerenciar insumos, produtos, pessoal, recursos humanos, equipamentos, mas, sobretudo, devem manter ativas as fontes de financiamento para dar continuidade à sobrevivência de seu grupo, que é uma forma de manter a sua própria existência no campo. […] [p. 3046]

LUIS DAVID CASTIEL, JAVIER SANS VALERO, RED MEI-CYTED. Entre fetichismo e sobrevivência: o artigo científico é uma mercadoria acadêmica? In: Fórum. p. 3041–3050. In: Cad. Saúde Pública. n. 23, v. 12. Rio de Janeiro, dez. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007001200026&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 19 fev. 2008.


[…] It encourages overly large groups. Academics with large groups, who often spend little time with each student but put their name on all of their students’ papers, will rank above those who work intensively with a few students. […] [p. 19]

DAVID LORGE PANAS. Stop the numbers game: counting papers slows the rate of scientific progress. In: Viewpoint. p. 19–21. In: Communications of the ACM. v. 50. n. 11. dez. 2007. Disponível em: <http://marcotmarcot.googlepages.com/p19-parnas.pdf>. Acesso em: 19 fev. 2008.

2 Comments

  1. Posted sábado, 23/fevereiro/2008 at 2:22 pm | Permalink

    Que eu saiba, pra vc fazer seu filme, vc foi até motorista!

    Se a gente tem um objetivo, tem que fazer de tudo pra levar isso adiante sim.
    Não tenho quem escreva um projeto, ótimo, eu mesmo escreverei o projeto.
    Não tenho dinheiro pra levar o projeto adiante… então vou procurar instituições de financiamento ou até mesmo ir pra uma praça e vender poesia.
    Preciso de um aluno pra me ajudar. Vc faz pesquisa numa universidade federal outra trabalha pra uma empresa com um departamento de recursos humanos? Que eu saiba a UFMG, por exemplo, não tem um departamento de recursos humanos pra pesquisadores. Então é lógico que eu entrevistarei os possiveis candidatos!!! Pq encher o lab com todos que aparecem tb não é solução.
    Gerenciar produtos => eu nao vou querer descobrir que meu papel higiencio acabou na hora que eu precisar dele. Não é todo mundo que temuma emprega pra dizer, olha, isso aqui tá acabando. Na pesquisa é assim. Nem todo mundo pode contratar alguem pra cuidar do estoque.

  2. malebria
    Posted sábado, 23/fevereiro/2008 at 8:05 pm | Permalink

    Nesse trecho ele está se referindo a como o interesse científico é deixado de lado em prol de uma manutenção do grupo, que, ao invés de existir para um fim específico, deve primeiramente existir, mesmo se não houver um objetivo de trabalho.

    A questão toda é que eles não estão preocupados em pesquisar, e sim em ganhar status, e para isso, usam todas essas técnicas descritas.


Comente

%d blogueiros gostam disto: