Joana Francesa

Tu ris, tu mens trop
Tu pleures, tu meurs trop
Tu as le tropique
Dans le sang et sur la peau
Geme de loucura e de torpor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda

Mata-me de rir
Fala-me de amor
Songes et mensonges
Sei de longe e sei de cor
Geme de prazer e de pavor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda

Vem molhar meu colo
Vou te consolar
Vem, mulato mole
Dançar dans mes bras
Vem, moleque me dizer
Onde é que está
Ton soleil, ta braise

Quem me enfeitiçou
O mar, marée, bateau
Tu as le parfum
De la cachaça e de suor
Geme de preguiça e de calor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda

Chico Buarque. Joana francesa. In: Uma palavra. Rio de Janeiro: BMG, 1995.

4 Comments

  1. fefa
    Posted quinta-feira, 17/janeiro/2008 at 12:46 pm | Permalink

    aiaiaiai
    essa música mata um.

  2. Anônimo
    Posted sexta-feira, 18/janeiro/2008 at 12:54 am | Permalink

    dois.

  3. Anônimo
    Posted sexta-feira, 18/janeiro/2008 at 1:43 am | Permalink

    Digamos que essa música é de deixar ébrio, né mesmo, Marcot?

  4. malebria
    Posted sexta-feira, 18/janeiro/2008 at 1:13 pm | Permalink

    Sim… Ando precisando mesmo.


Comente

%d blogueiros gostam disto: